"Filho do Mal" - Capítulo 1

   Jogava toda semana na mega sena, e como fazia toda semana, foi saber o resultado numa dessas casas lotéricas. Entra na loteria, logo na sua frente vê um cartaz com o resultado "08-25-27-38-52-59". Ansioso tira a carteira do bolso e pega seu bilhete sem olhar para os números.
   "Vamos ver se aquele ritual deu certo", pensa Marcos ao mesmo tempo em que olha para o cartão. Marcos não acredita no que vê, no seu cartão tinha os mesmos números que o cartaz mostrava, estava rico, muito rico.  Agora tinha que pagar ao diabo, teria que voltar ao cemitério esta noite. Sem um gesto que demonstrasse sua imensa alegria Marcos sai da casa lotérica pegando um taxi logo na saída.

   A lua se escondia por trás das nuvens deixando por instantes o céu completamente escuro. Marcos repete o ritual da outra noite. Acende a vela, o vento beija sua face derrubando-o no chão do cemitério. Novamente as folhas formam o rosto, novamente Marcos ouve a voz no seu ouvido:
   - Vil mortal, é chegada a hora de tu cumprires com tua parte no pacto.
   - Sim, estou preparado para cumpri-la - Fala Marcos nervoso.
   Assim que Marcos termina de falar o vento aumenta, levanta-o até uma altura de uns 2m, fazendo com que ele fique encarando o rosto do diabo.
   O rosto cospe em Marcos, seu cuspe entra pelos poros, nariz e orelhas, deixando nele a semente do demônio. O vento cessa, Marcos cai mas não sente dor ao cair.
   - Abrigue minha semente por 2 meses que durante esse período eu o tornarei insensível a dor - fala a voz no seu ouvido.
   A voz se cala, as folhas caem deixando, naquele cemitério, apenas um homem inconsciente.
 
 

Postagens mais visitadas