Homenagem a Cristiany

   Encontrei no meio de papéis antigos algumas coisas interessantes. Uma delas foi um texto que fiz na época da faculdade.
   Naquela época estava meio solitário e gostava da Cristiany mas tinha dúvidas. Lá vai o texto como feito na época, com todos os erros possíveis:

   "E em que nos devemos basear para encontrar alguém que fique ao nosso lado, que nos ajude a percorrer o longo caminho da vida?
   Alguém que possua nossos gostos, alguém igual a nós?
   Ou alguém que seja completamente diferente?
   Alguém que possua gostos, idéias contrárias as suas?
   As vezes tento imaginar a mulher ideal, mas acho que ela não existe.
   A mulher ideal às vezes está ao teu lado e você não vê.
   Onde procurar esta mulher?
   Há momentos em que eu torço para que ela me encontre.
   É mais fácil a passividade do que a ação.
   Principalmente quando somos confusos, por vezes inseguros e frequentemente cometemos erros."

   Depois de tantos anos digo que consegui encontrar esta mulher. Ela não é igual a mim, nem diferente, Ela tem um pouco de cada coisa. Diferente em muitos aspectos e iguais em outros. E talvez essa seja a beleza do amor. No fundo não sabemos porque amamos nosso par, mas posso dizer para todo mundo ouvir:

  Cris te amo!!!

Postagens mais visitadas