"Drogas- Negócio Mortal" Capítulo 4

   Estava em frente a uma mesa e por trás desta estaca o delegado, um homem bigodudo e com a barba mal feita que diz:
   - Me conte como tudo começou
   - Bem, tudo começou quando eu fui ao teatro quando ouvi ...
   Quinze minutos depois...
   - Pela descrição que você forneceu podemos tentar prender esses elementos. Caso aconteça algo nós lhe informamos.
   - Obrigado, passe bem.
   Working aperta a mão do delegado e se retira do aposento.

    *                                  *                                     *

   - Chefe, eu dei uma geral nos arquivos e constatei que a descrição que o sr. Working nos deu é do Montanha.
   - Providencie uma busca, nós vamos prender esses canalhas.

  *                                      *                                     *
 
   Meia-hora depois uma patrulha com três viaturas dirigem-se a residência do Montanha . Param em frente a um barraco de madeira. Dentro do barraco, Montanha ouve as sirenes das viaturas e se levanta apreensivo.
   - Droga, eu tô fudido.
   Um Megafone se faz ouvir:
   - Saia com as mãos para cima, ou nós te tiramos daí.
   - Tá ok, vou sair.
   Montanha sai e é levado por uma viatura rumo à prisão.

   *                                        *                                          *

   Já em casa, Thomas toma uma resolução: "Vou partir para o ataque". Senta-se numa escrivaninha, pega o telefone e disca para o jornal local: - Aqui é Thomas Working, gostaria de dar uma entrevista....

  *                                           *                                           *

   Amanhece, na manchete do principal jornal da cidade estavam em letras garrafais:
   "Escritor irá testemunhar no julgamento do traficante Montanha e promete revelar tudo o que sabe".


Postagens mais visitadas