CMMI: Componentes

   O modelo CMMI é baseado nos seguintes componentes:
   Áreas de Processos,Metas específicas,Metas genéricas,Práticas específicas e Práticas genéricas.
  Segue figura ilustrativa dos componentes, retirado do CMMI1.3:

  Vamos definir cada um deles:
   Área de Processo: O conceito de área de processos se confundem. As áreas de processos são conjuntos de ações que juntas servem para atingir algumas metas que otimizam o funcionamento de uma área comum. No CMMI existem 22 áreas de processos.
   Metas Genéricas: São metas comuns há diversas áreas de processos.
   Metas Específica: São resultados que se buscam atingir para que determinada área de processe se considere implantada.
   Práticas Genéricas: São as práticas que fazem com que as metas genéricas sejam atingidas.
   Práticas Específicas: São as práticas que fazem com que as metas específicas sejam atingidas.
   Perceba que há uma noção de todo-parte:
   Uma Área de Processos é composta de Metas Específicas e Metas Genéricas que são, respectivamente, compostas de Práticas Específicas e Práticas Genéricas.
   Para cada área de processo há componentes requeridos (Metas Específicas e Metas Genéricas),componentes esperados(Práticas Específicas e Genéricas - podem ser trocadas por práticas alternativas) e componentes informativos(Notas introdutórias, etc).
  Nos próximos posts falarei sobre as representações CMMI.

Postagens mais visitadas